Amamentar gêmeos ou múltiplos

Ter dois ou mais bebês de uma vez é uma alegria, mas também pode ser um desafio - principalmente na hora de amamentar. Mas, com o apoio certo, é possível amamentar mais de um bebê. Leia mais para saber como

Breastfeeding twins and multiples

Você deve considerar muitas coisas quando espera gêmeos ou múltiplos, e alimentá-los será provavelmente a mais importante. A logística de amamentar gêmeos – ou mais – pode ser assustadora. Mas não tenha medo. É perfeitamente possível e os resultados vão compensar em dobro.

Como qualquer mãe que amamenta, você deve entender os aspectos básicos da amamentação, como a oferta e a procura, e conseguir a posição e a pega correta do bebê.

Outros desafios de amamentar mais de um bebê incluem tempo (ou a falta dele!), manter seus níveis de energia e descobrir o melhor padrão de alimentação. Aceitar ajuda pode facilitar tudo isso.

Como posso me preparar para amamentar gêmeos?

É essencial ter tudo pronto antes do parto. Mesmo que você já tenha amamentado antes, consulte especialistas em alimentação de gêmeos.

Existem aulas de preparação para o parto e consultores em aleitamento ou especialistas em amamentação, que ensinam os aspectos básicos da amamentação de gêmeos e esclarecem qualquer dúvida. Entre em contato com outras mães de gêmeos ou múltiplos, e procure saber se há grupos locais ou nacionais sobre o tema - eles costumam oferecer reuniões, publicações, linhas de atendimento e outros serviços de apoio.

Antes da data prevista para o parto, escolha familiares e amigos para ajudar em casa. Quando outras pessoas se encarregam de preparar refeições, fazer limpeza e compras no seu lugar, você pode se concentrar totalmente na amamentação. Para Robin, mãe de quatro filhos, do Canadá, isso valeu muito: "Minha sogra ficou conosco nos dois primeiros meses", comenta. "Nem sei o que teríamos feito sem ela!"

Controle suas expectativas também. Leva um tempo para aprender a amamentar gêmeos. Você vai dormir pouco e, no início, deve ficar muito presa em casa.

"No princípio irá tomar todo o seu tempo, por isso a vida será só alimentar, alimentar e alimentar", diz Helen Turier, que, além de ser Gestora de Serviços de Apoio da Twins and Multiple Births Association (Tamba) do Reino Unido, é enfermeira e mãe de três filhos, incluindo gêmeos. "Seu período de amamentação deve ser mais longo, principalmente se seus bebês tiverem passado por cuidados especiais". 

Como começo a alimentar meus gêmeos?

O contato pele a pele com seus bebês logo após o parto é a melhor forma de iniciar bem a amamentação.1 Por isso, inclua isso no seu plano de parto e avise seu acompanhante e profissionais de saúde, com antecedência, sobre sua intenção de amamentar. Pense também no que deve acontecer se os bebês forem prematuros ou precisarem de cuidados especiais.

O ideal é amamentar logo que possível após o parto, mesmo que você tenha feito cesárea. Os profissionais de saúde devem trazer os bebês para você e ajudá-los a pegar a mama. Peça ajuda, se eles não o fizerem. Além disso, seu companheiro deve estar envolvido o suficiente para saber como ajudá-la.

"Como eu tive dificuldade com o meu primeiro filho, creio que o motivo de ter conseguido amamentar os gêmeos foi a ajuda de especialistas nos primeiros dias no hospital", comenta Zoe, mãe de três filhos, do Reino Unido.

Vou produzir leite suficiente para dois bebês?

Sim. Isso acontece porque, quanto mais os bebês mamam, mais leite você produz. Pesquisas mostram que as mães que amamentam trigêmeos conseguem produzir três litros por dia,2 considerando que o bebê do sexo masculino mama em média 831 ml por dia.3

Seus seios devem produzir colostro – o primeiro leite, rico em nutrientes – suficiente para alimentar os recém-nascidos nos primeiros dois a quatro dias. Depois disso, a oferta e a procura entram em ação.

Continue conforme a vontade dos bebês. Amamente sempre que um deles começar a mostrar sinais de fome – como se mexer quando acorda, pôr a língua de fora, virar a cabeça, fazer barulhinhos ou sugar os lábios ou mãos – para ajudar a desenvolver uma produção suficiente.

O que posso fazer para facilitar a amamentação de gêmeos?

Será na base de tentativa e erro, para você e os bebês – lembre-se de que eles também estão aprendendo. Um dos bebês pode mamar com mais facilidade, precisar de mamadas mais frequentes ou ganhar peso mais depressa, por isso trate-os de forma individual. Peça conselhos a especialistas sobre como lidar com qualquer problema.

"Uma amiga, enfermeira obstetra, passou muito tempo me ajudando com o posicionamento e a técnica de pegar a mama, que no início foi muito difícil para uma de minhas bebês", diz Anna, mãe de duas filhas, do Reino Unido. "No primeiro mês, precisei muito de alguém comigo quando amamentava, só para me passar os bebês. É difícil lidar com dois ao mesmo tempo, principalmente quando são muitos pequenos".

Tenha em mente que as primeiras semanas são as mais difíceis – não será sempre assim tão demorado e cansativo. E lembre-se de que qualquer quantidade de leite materno traz maravilhosos benefícios para os seus bebês.

Se você tiver dúvidas sobre sua capacidade de amamentar exclusivamente, ou se seus bebês estão se desenvolvendo apenas com o seu leite, discuta suas opções de alimentação com um profissional de saúde, consultor em aleitamento ou especialista em amamentação. Converse também com seu companheiro, para fazer as melhores escolhas para a sua família.

O conforto e uma boa pega da mama são essenciais. Uma almofada de amamentação especialmente desenvolvida para gêmeos pode ajudar no posicionamento e aliviar a pressão nos seus pulsos, braços, costas e ombros.

Embora você vá concentrar sua energia e atenção nos bebês, não descuide de sua própria nutrição e bem-estar.

Bethan, mãe de dois filhos, do Reino Unido, aconselha: "Tente dormir sempre que puder. Faça suas compras online e marque a entrega para quando uma amiga ou seu companheiro estiverem com você. Pegue uma garrafa grande de água e tome sempre que amamentar. E peça a alguém que pegue seus bebês depois, para que você possa descansar".

E se os meus gêmeos não conseguirem mamar?

Se um ou os dois bebês ficarem internados por algum tempo, ou se forem prematuros, a amamentação diretamente na mama ainda pode ser possível. No entanto, talvez ela só se estabeleça mais tarde. Se nenhum dos bebês conseguir pegar bem a mama, você pode extrair leite enquanto isso. Assim você ajuda a iniciar e desenvolver sua produção de leite, possibilitando que os recém-nascidos recebam todos os benefícios do seu leite materno, seja por meio de uma seringa, sonda de alimentação ou outro método, com a ajuda de um profissional de saúde. Será preciso extrair leite o mesmo número de vezes que um recém-nascido mamaria normalmente, ou seja, a cada duas ou três horas no primeiro mês, no mínimo.4

"Minhas gêmeas nasceram com 30 semanas, de cesárea, e ficaram muito tempo na UTI neonatal", lembra Monika, mãe de três filhos, da Suíça. "Só puderam mamar quando completaram 34 ou 35 semanas. Por isso, no primeiro mês eu extraía leite diariamente, pelo menos oito vezes por dia. Era a coisa mais importante que eu podia fazer por elas".

Pode ser que um bebê seja forte o suficiente para mamar diretamente na mama, enquanto o outro ainda precisa de leite extraído. Nesse caso, as mães costumam achar mais fácil extrair leite para o bebê mais fraco e amamentar o mais forte.

É comprovado que o leite materno reduz o risco de algumas condições graves a que os bebês prematuros estão sujeitos, como a enterocolite necrosante (ECN) e a sepse neonatal.5 Por isso, se os bebês puderem tomar seu leite materno extraído, tenha o conforto de saber que está proporcionando a eles o melhor início de vida.

Devo amamentar meus gêmeos juntos ou separadamente?

Cada método tem suas vantagens. Você pode amamentar um de cada vez enquanto se familiariza com os aspectos básicos, e depois amamentar os dois juntos para economizar tempo.

Você pode experimentar várias posições para amamentar gêmeos, como a bola de futebol americano (com um bebê debaixo de cada braço), a posição paralela (com os bebês deitados sobre você, virados na mesma direção) ou a posição reclinada (com os dois deitados na sua barriga). Peça que um consultor em aleitamento ou especialista em amamentação mostre como fazer essas posições. Você deve encontrar a mais adequada, ou descobrir que diferentes posições funcionam bem em diferentes situações.

"Foi mais fácil amamentar meus gêmeos ao mesmo tempo", diz Zoe, mãe de três filhos, do Reino Unido. "Eu fazia a mesma coisa à noite. Se um bebê acordava para mamar, meu marido acordava o outro".

Ou então, você pode preferir amamentar cada bebê por demanda ou acordar o segundo quando o primeiro terminar. Também é possível misturar e combinar esses métodos.

Embora seja mais complicado amamentar os dois ao mesmo tempo em público, você pode usar capas especiais para ficar mais à vontade.

"A amamentação ao mesmo tempo não é adequada para todas. Muitas vezes, assim que um dos meus bebês pegava a mama, o outro soltava", lembra Robin, mãe de quatro filhos, do Canadá. "Eu acabava ficando toda suada e frustrada. Passei a amamentá-los um depois do outro, o que levava mais tempo mas poupava minha sanidade mental".

Na hora de escolher qual mama dar a cada bebê, algumas mães decidem definir uma mama para cada um. No entanto, é melhor alternar, caso uma mama produza mais leite do que a outra. Isso pode ser um problema nos primeiros dias, principalmente se um bebê for mais fraco para mamar do que o outro. Alternar as mamas permite que o mais forte estimule a produção de leite para o mais fraco, ajudando a desenvolver uma produção regular dos dois lados.  

Estou tendo dificuldades com a amamentação de múltiplos: o que devo fazer?

Não tenha receio de pedir a pessoas próximas que cuidem de você, para que você possa cuidar dos bebês. "Lidar bem com a situação significa deixar de fazer o que você não consegue administrar", aconselha Bethan, mãe de dois filhos, do Reino Unido.

Procure apoio profissional e emocional, independentemente da sua fase atual no período de amamentação.

"Perdi a confiança com seis semanas", lembra Billie, mãe de quatro filhos, do Reino Unido. "Liguei para uma linha de apoio e fui a um grupo de amamentação, onde recebi sugestões para um posicionamento melhor. Nunca me arrependi".

Principalmente, não se cobre muito se tiver dias mais difíceis. Às vezes, amamentar múltiplos pode ser uma responsabilidade pesada demais.

"Amamentar um bebê leva muito mais tempo para aperfeiçoar do que você pensa. Mas a persistência compensa", afirma Olivia, mãe de quatro filhos, da Austrália. "Amamentar dois bebês exige um nível de paciência completamente novo. Mas vale muito a pena". 

Referências

1 Crenshaw JT. Healthy birth practice# 6: Keep mother and baby together – it’s best for mother, baby, and breastfeeding. J Perinat Educ. 2014;23(4):211.

2 Flidel-Rimon O, Shinwell ES. Breast feeding twins and high multiples. Arch Dis Child Fetal Neonatal Edn. 2006;91(5):F377-F380.

3 Kent JC et al. Volume and frequency of breastfeedings and fat content of breast milk throughout the day. Pediatrics. 2006;117(3):e387-395.

4 Kent JC et al. Principles for maintaining or increasing breast milk production. J Obstet Gynecol Neonatal Nurs. 2012;41(1):114-121.

5 Underwood MA. Human milk for the premature infant. Pediatr Clin North Am. 2013;60(1):189-207.